Por sua própria formação, na maioria das vezes oriundas de profissionais ou equipes com larga vivência no mercado de softwares, as consultorias representam hoje, dentre as empresas do setor de tecnologia para gestão, uma das classes mais atualizadas e preparadas para garantir que o sistema ERP consiga entregar o máximo de performance e eficiência, trabalhando com toda a sua capacidade.

Com a frenética corrida rumo à Transformação Digital, pesquisas de mercado revelam que todos os dias nascem de 2 a 3 consultorias de implantação e desenvolvimento de sistemas de gestão no Brasil, sejam independentes da provedora do software ou homologadas, totalizando atualmente, mais de 3 mil no país.  

Como consequência, essa “enxurrada” de consultorias ERP expõe o mercado à, desde profissionais seniores, com amplo conhecimento e capacitação técnica, como também, consultores com pouco preparo e quase nenhuma experiência.

Por esse motivo, antes de contratar uma consultoria ERP, é importante estar atento à pontos essenciais, para que de fato, a empresa atinja os resultados almejados e o tão esperado ROI.

1- A estrutura

Hoje é possível encontrar empresas com grandes equipes e outras com apenas um único consultor. Nesse momento é importante avaliar se a capacidade operacional da consultoria será suficiente para que a sua empresa atinja os resultados esperados. É preciso avaliar se uma pequena empresa, com um ou poucos profissionais trarão a segurança de conclusão e êxito do projeto, ou se há riscos de postergar a entrega da implantação para além do que é necessário. Pense: tempo é dinheiro!

2- Conhecimento e experiência

Na grande maioria dos casos, uma equipe de analistas de consultoria bem estruturada é formada pelos melhores profissionais do mercado, com vasto conhecimento e experiência na solução de gestão. Na hora de contratar a consultoria, é importante avaliar o nível dos consultores – se suas habilidades e competências correspondem ao que se espera para o projeto. Procure também referências de outras empresas que contrataram a consultoria. Isso já assegura pelo menos 50% de tranquilidade quanto à entrega.

3- Qualidade de atendimento

Mesmo que o conhecimento e a experiência do consultor sejam importantes, de nada adianta se ele não possuir qualidade no atendimento, oferecendo uma boa experiência ao cliente. Por se tratar de um assunto que envolve tecnologia, muitos conceitos podem ficar perdidos se não forem devidamente explicados e, ter um consultor comunicativo é relevante neste ponto.

Opte por consultorias que conseguem traduzir a necessidade do cliente para o sistema, e demonstre as melhores práticas no uso do software ajudando a melhorar os processos do negócio.

4- Preço

Ao buscar uma consultoria independente de ERP, o preço do serviço tem um peso representativo. No entanto, antes de rotular a consultoria como “barata ou cara”, é preciso avaliar os diferenciais de cada uma, o que oferecem e o que trará mais resultados para a empresa.

Saber exatamente quanto você irá pagar, propostas claras, impostos, o “preto no branco”, acabam sendo pontos ausentes em muitos projetos. E quando chega a nota já é tarde demais… Fique atento para que a máxima “o barato sai caro” não seja uma realidade na sua empresa!

5- Transparência

Por fim, uma boa consultoria independente de ERP deve ser transparente. Tornando claro ao cliente todo o processo e planejamento das atividades, bem como o andamento do projeto e execução. Essa transparência da consultoria influencia, inclusive, no resultado da entrega.  Enfim, mesmo que pareça tentador optar por uma consultoria com valor mais acessível, pondere sobre os pontos citados acima. Evitar o retrabalho é com certeza o primeiro ponto para redução de custos do seu projeto.

A CRM Intelligence Services possui mais de 20 anos de experiência em soluções TOTVS® Microsiga Protheus, RM e Fluig ajudando e gerando valor para seus clientes e parceiros de negócios.