Confira como executar as rotinas do sistema para envio do eventos s-1200 e s-2200 do eSocial Protheus.

A tecnologia tem apoiado cada vez mais os processos administrativos das empresas, principalmente quando falamos em atividades administrativas como Folha de Pagamento e entregas fiscais, como o eSocial, por exemplo.

O ERP TOTVS Protheus tem toda uma inteligência voltada para o tratamento dos eventos do eSocial e suas entregas. Por ser totalmente integrada, a ferramenta facilita o controle e centralização das informações, tornando a operação mais simples, confiável, fluída e segura.

Mesmo com apoio da tecnologia, alguns eventos, porém, geram muitas dúvidas e dificuldades, como por exemplo o evento S-2200 e o S-1200.

Se você chegou até aqui, é porque também enfrenta dificuldades de como realizar esses processos no ERP TOTVS Protheus, mas fique tranquilo, vamos te ajudar a resolver!

Evento S-2200 eSocial Protheus

O Evento S-2200 serve para o registro de admissão de empregado, contratação de trabalhador temporário (Lei 6.019/74) e o ingresso de servidores estatutários, além do cadastramento inicial de todos os vínculos ativos pela empresa ou órgão público, com seus dados cadastrais e contratuais atualizados.

Tudo que for fornecido em dados para o evento S-2200 servem de base para construção do RET – Registro de Eventos Trabalhistas, utilizado para validação dos eventos de folha de pagamento e outros, sendo o primeiro evento relativo a um determinado vínculo, devendo ser enviado também quando há transferência do trabalhador, ou processo de fusão ou incorporação da empresa.

Estão obrigados à entrega todo empregador, contribuinte ou órgão público, que mantém vínculos trabalhistas, incluindo as empresas de trabalho temporário, conforme a Lei nº 6.019/74.

As entregas desse evento do eSocial no Protheus devem ocorrer um dia antes dos inícios das atividades ou prestação de serviços do empregado admitido, ou seja, antes do envio de qualquer evento periódico ou não periódico relativo ao trabalhador.

Caso seja uma admissão por transferência, a entrega deve ocorrer até o dia 15 do mês seguinte ao da ocorrência, ou antes da transmissão de qualquer outro evento não periódico relativo a esse empregado. Porém, se o empregado for contratado até o dia anterior ao do início da obrigatoriedade dos eventos não periódicos, o prazo é o definido em ato normativo.

Como os eventos não periódicos não tem uma data pré-fixada para ocorrer, por dependerem de acordos entre empregador e empregado, que influenciam nos direitos e cumprimento de deveres trabalhistas, previdenciários e fiscais como: admissão; alteração salarial; desligamento, etc, estes só são enviados via TOTVS Protheus seguindo a configuração do parâmetro MV_FASESOC, MV_RHTAF e MV_EFDMSG, da seguinte forma:

MV_FASESOC

” ” – Default

1 – Não Periódicos (fase não periódicos)

2 – NP + Periódicos (fase não periódicos e periódicos)

MV_RHTAF

.T. (habilita integração de eventos não periódicos com o TAF)

MV_EFDMSG

.T. (apresenta aviso informando que o evento foi enviado para o TAF)

Caso tenha ocorrido uma alteração no cadastro de um funcionário, onde não tenha sido processado na Carga Inicial, o TOTVS Protheus irá gerar o S-2200 com o atributo CADINI no XML do evento, indicando se as informações do contrato com o funcionário são anteriores ou posteriores à data de início de obrigatoriedade do envio dos eventos não periódicos.

Se o funcionário tiver sido admitido antes do envio dos dados, o atributo será CADINI – S, mas se foi depois, o atributo será CADINI – N. Nesse processo, o Protheus avalia a data informada no parâmetro MV_DTCGINI, onde consta a data em que a carga inicial foi enviada ao governo.

Outro ponto importante é quanto a matrícula enviada ao eSocial (junção dos dados da empresa, filial, matrícula, data e hora). Trata-se de um código que acompanhará o funcionário durante todo o tempo em que estiver trabalhando na empresa, mesmo que seja transferido entre filiais.

Para a tratativa no Protheus, caso o funcionário tenha sido admitido em duas filiais da mesma empresa, este terá dois S-2200, mas ao gerar a Folha de Pagamento, os dados serão agrupados por CPF.

Caso o evento S-2200 precise ser retificado, deve ser habilitado o parâmetro MV_RETSOC, e realizado a alteração no cadastro de funcionário, porém, desde que o status do funcionário no TAF esteja com valor igual a 4.

Nesse momento o sistema exibirá a pergunta “Deseja gerar Retificador?”, se responder com Sim, o Protheus gerará o evento retificador do S-2200 no TAF, caso contrário, gerará o evento S-2205 ou S-2206 normalmente.

Evento S-1200

O Evento S-1200 do eSocial no Protheus deve ser usado para indicar a remuneração do trabalhador vinculado ao Regime Geral de Previdência Social, seja este funcionário, estagiário ou bolsista (com exceção dos vinculados ao RPPS, onde as informações devem ser prestadas em evento próprio S-1202)

A transmissão dos dados deve ocorrer até o dia 15 do mês seguinte ao de referência do evento, ou antes do envio do S-1299, (exceto informações referentes a períodos anuais, como: 13º salário, gratificação natalina etc. Estes devem ser transmitidos até o dia 20 de dezembro do ano a que se refere, ou antes do envio do S-1299.

O evento S-1200 é de entrega obrigatória a todo empregador que tenha dados de Folha de Pagamento a informar no mês de referência.

Não é necessário que a Folha de Pagamento esteja fechada para gerar os eventos S-1200 e S-1210 no TOTVS Protheus, mas é muito importante ter total atenção ao executar a rotina de eventos periódicos no sigagpe.

Caso a Folha de Pagamento esteja aberta, e a rotina for executada sem a opção “considerar dados do período em aberto?” o S-1200 será gerado sem valores de Folha causando erros na apuração dos encargos.

Para gerar eventos periódicos com a Folha de Pagamento fechada (SRD) no sigagpe do TOTVS Protheus, por padrão, o sistema já busca a informações do movimento SRD, porém ao marcar a opção “considerar dados do período em aberto?” o sistema também irá buscar registros que estão no movimento aberto (SRC).

Pode ser que ocorra de o Protheus não gerar uma informação de verba ou valor no evento S-1200. Isso acontece quando a natureza ou incidência não atende a regra do eSocial (no eSocial existem validações especificas para cada situação) o que faz com que o sistema não gere a informação.

Para descobrir o motivo é necessário fazer uma análise previa no layout do eSocial, e checar se as verbas estão cadastradas conforme as regras de validação do evento.

Se for necessário integrar os eventos periódicos para funcionários que recebem mais de um pagamento por semana, deve-se, em primeiro lugar, manter o conteúdo do parâmetro MV_PERAUT igual a ‘T’ e na sequência executar a rotina de integração dos eventos no TOTVS Protheus em: GPE > Miscelânea > eSocial > Eventos Periódicos.

Caso o parâmetro MV_PERAUT esteja igual a ‘F’ o Sistema irá gerar uma linha no evento S-1200 aglutinando a Remuneração (todos os pagamentos semanais) do funcionário com um único identificador (Ident Dem Vl), causando a inconsistência 723/724 no momento em que for enviar o evento S-1210.

Se ainda estiver com dúvidas sobre como realizar entregas de eventos ao eSocial utilizando o TOTVS Protheus, nós podemos ajudar. Estamos no mercado há mais de 11 anos, atuando como especialistas nas soluções TOTVS, com consultores seniores em processos da Folha de Pagamento e atividades fiscais. Entre em contato agora mesmo.