Com novidades em segurança, escalabilidade e performance, a atualização Fluig Lake 1.7 chega repleta de melhorias.

A TOTVS lançou a última versão do Fluig, o Lake 1.7. Segundo a companhia, a numeração foi alterada devido a inúmeras mudanças arquiteturais que a versão carrega. A ferramenta também recebeu alterações no visual e um novo nome, e agora passa a se chamar TOTVS Fluig Plataforma.

Para realizar a migração, é importante estar com o ambiente na versão 1.6.5, lançada em dezembro de 2018. Fique atento também às personalizações , que, se não forem devidamente tratadas durante o processo, podem sofrer incompatibilidade.

A partir dessa nova versão, o Fluig deixa de ser compatível com o MySQL 5.5, sendo necessária a atualização do banco de dados. Quanto a versão 1.6.5 do Fluig, a provedora prestará suporte por um período de 60 dias, ou seja, até 08/08/2020.

A nova versão substitui a anterior 1.6.5, que já tem data de encerramento de suporte pela provedora.

O comando jboss.server.log.dir no arquivo domain.conf, que era utilizado para alterar o caminho da pasta de log do servidor, foi descontinuado. Com a atualização basta usar um link simbólico para a pasta de log, de acordo com o sistema operacional utilizado.

A nova versão Fluig Lake 1.7 também foi atualizada para garantir maior compatibilidade com a versão 4.8 do BIRT – plataforma open source que facilita a modelagem de relatórios dentro do Fluig, como XLS e DOCX, incluindo integração com as bibliotecas JavaScript.

Foi incluída uma verificação de permissão do usuário para ambientes Linux, devendo este ser o proprietário (owner) da pasta de instalação. Essa validação era feita apenas para ambientes Linux derivados do Debian, passando agora para ambientes Linux derivados do RedHat também.

A desenvolvedora também realizou várias melhorias de performance, como ajuste de inconsistência na inicialização do Fluig e permissão do deploy de componentes com arquivos “js” com menos de 3 caracteres.

Sobre as principais novidades da nova versão – Fluig Lake 1.7

O menu do Fluig Plataforma recebeu inúmeras melhorias, facilitando a identificação dos usuários, a edição de perfil e imagens, ajustes de idioma, campos de ajuda e botão de sair, estando mais fáceis de localizar.

Uma das mudanças mais impactantes na plataforma foi a adequação à nova versão da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais – LGPD. Agora a plataforma conta com uma lista com campos marcados como dados sensíveis, e no ato de um cadastramento deve-se classificar e justificar o motivo da solicitação destes dados como: RG, CPF, idade, dados de contato, entre outros. Também é possível alterar a classificação e excluir informações marcadas como pessoal.

Na tela de cadastro é possível criar uma política de uso e termo de consentimento em PDF, com os requisitos e regras da empresa, que será apresentado aos usuários no ato do login. Com o aceite dos usuários, a empresa e o funcionário terão a garantia de que os dados estarão seguros. O mesmo termo de consentimento, quando configurado, também passar a ser apresentado para o aceite no Fluig Mobile.

Agora pode-se criar formulários avançados conforme as novas regras da LGPD e medidas de segurança de dados pessoais, configurados através do Fluig Studio, com codificação e inclusão de atributos ao campo “input” do HTML para que a privacidade do campo seja configurada.

Há também um novo recurso denominado “Anonimizar”, utilizado para exportar dados pessoais, além de localizar informações por usuário ou tipo de dados.

As APIs também receberam melhorias, como a implementação da lógica de processos, para que considerem o conceito de usuário substituto em aplicativos mobiles, sendo possível, por exemplo, através do app Approval,  selecionar a pessoa que será substituída e visualizar suas tarefas pendentes, tornando mais ágil e fácil o acesso e a conclusão das atividades em processo.

fluig lake 1.7 app approval
Com o App Approval o administrador Fluig pode cadastrar processos para a aprovação da gestão, que tem acesso mais simplificado às demandas que precisam passar pelo seu crivo.

Na atualização Fluig Lake 1.7 foram disponibilizadas novas APIs para facilitar as integrações, criações, atualizações e consultas em rotinas do cadastro de processos workflow. APIs de colaboração também são partes das novidades, criadas para facilitar operações em gestão de comunidades, pesquisa de seguidores, alterações em fotos de perfis e consulta de usuários.

As telas de conexões mobile também receberam melhorias com ajustes nas abas para otimizar a apresentação em dispositivos que utilizam Android na versão 10, tornando a tela visível de forma completa.

A integração com aplicativos de mercado também está mais fácil. Agora é possível enviar links do Fluig por meio do WhatsApp, e caso a pessoa que recebeu a mensagem já possua o app instalado, ao clicar no link será perguntado se deseja abrir o aplicativo.

As bibliotecas (libs): jQuery da versão 2.2.2 para a 3.5.0, Moment da versão 2.9.0 para a 2.24.0 e Bootstrap da versão 3.3.6 para a 3.4.1, receberam atualização para garantir mais segurança e estabilidade de acesso.

Para evitar impactos nos desenvolvimentos de páginas e widgets, a TOTVS liberou um plugin de migração fornecido pela própria jQuey, o jquery-migrate, que, além de restaurar comportamentos perdidos da última versão, também identifica pontos onde é necessária a atualização dos códigos.

Importante: nas próximas releases do Fluig, o plugin jquery-migrate não estará mais disponível, portanto, realize as adequações o quanto antes.

Com a nova versão, o Identity conta com o relatório de auditorias, permitindo acesso aos administradores à duas opções de dados: Perfis do usuário e Papéis. Também é possível acessar um espaço exclusivo de help, com perguntas frequentes e documentações técnicas para consultas.

Principais ajustes e correções

O Fluig WCM – Web Content Management, ferramenta para criação de portais corporativos recebeu diversos ajustes, como a liberação para inclusão de mais de uma url em publicações e a correção no componente autocomplete da Style Guide, deixando de exibir a lista de opções ao receber foco quando o campo estiver desabilitado.

módulos fluig
A nova versão vem com diversas correções e melhorias em vários módulos.

Nos formulários, a TOTVS realizou ajustes nos campos de texto com máscara moeda ou porcentagem, e agora passam a salvar o valor com ponto (.) como separador decimal ao invés da vírgula. Foi também aumentado o limite do campo de texto rico para 10.000 caracteres, com exibição de um contador.

O Fluig Analytics recebeu correções nos widgets para que sejam autenticados corretamente.

No BPM – Business Process Management, foi corrigida uma inconsistência no mecanismo de atribuição por campo de formulário, utilizando dataset de colleague. Esse erro acontecia quando era informado um campo diferente de colleagueId no campo de descrição.

Também foram corrigidas falhas de segurança ao utilizar o menu Processos, e realizados ajustes na tabela FDN_PERSONALDATA, para que os dados pessoais marcados como anônimos, sejam anonimizados corretamente.

As bibliotecas importadas receberam correções para que sejam validadas automaticamente, não mostrando mensagens quando o formulário utilizar o Style Guide.

Foi corrigido o fluxo de informações entre um processo e um subprocesso, assim as condições de uma atividade automática do processo principal serão validadas corretamente utilizando dados do subprocesso.

Muitas outras melhorias e correções acompanham a versão Fluig Lake 1.7, focadas em performance, escalabilidade e segurança.

A CRM Services pode ajudar sua empresa a extrair o máximo do potencial da TOTVS Fluig Plataforma – Lake 1.7! Entre em contato conosco.