Existem uma infinidade de soluções desenvolvidas para importação de XML, muitas delas, inclusive, integráveis ao sistema TOTVS Protheus.

A própria TOTVS oferece duas opções – uma nativa no sistema e outra desenvolvida por uma empresa parceira:

  • Importador XML Protheus (nativo a partir da versão 12.1.25 Lobo Guará): atende os documentos NFe e CTe de entrada (recebidos), e é considerada mais simples que outras de mercado.
  • TOTVS Colaboração: solução da Neogrid (parceira TOTVS), mais completa e melhor desenvolvida, porém com valor de setup bastante alto comparado com outras provedoras de mercado. A ferramenta é instalada no servidor de aplicação do Protheus e envia arquivos para a importação de XML do próprio ERP, funcionando de forma integrada.

Como poucas empresas aderiram à função nativa, não há muitos avanços tecnológicos na rotina, mas de qualquer forma, vamos te explicar como parametrizar e utilizar o Importador XML Protheus.

Parametrização e uso do Importador XML Protheus

O primeiro passo para utilizar o Importador XML Protheus é parametrizar a rotina criando o Schedule com IP, Porta e Ambiente de Produção.

Em seguida, deve-se criar o Schedule chamando a rotina SCHEDCOMCOL para que leia o XML no diretório (previamente cadastrado), nos parâmetros MV_NGINN, MV_NGLIDOS e MV_NGOUT.

Feito isso, crie o Schedule que chamará a rotina COLAUTOREAD para importar e gravar XMLs na tabela CKO (também previamente cadastrado), nos parâmetros MV_NGINN, MV_NGLIDOS e MV_NGOUT.  

Após executada a leitura, o arquivo é movido para a pasta LIDOS, apenas se o Schedule estiver com sua execução ativa.

No Importador de XML é necessário criar agendamentos das rotinas responsáveis pela importação e gravação do XML no Protheus. Para isso acesse o Configurador (SIGACFG) Menu \ Ambiente \ Schedule, clique em cadastro para visualizar a tela e criar o Agent para realizar as transmissões automáticas.

Inicie então os agendamentos cadastrados e reinicie os serviços para subir os Schedules.

Valide se foi criada a sessão ONSTART no appserver.ini nas rotinas SCHEDCOMCOL e COLAUTOREAD. Por último, configure os parâmetros e valide o diretório de importação.

Assim que for utilizar o Importador XML Protheus, crie pastas repositórias dentro do RootPath no seu servidor TOTVS Protheus (pesquise o arquivo RootPath em appserver.ini). As pastas devem constar no caminho Protheus_data com o diretório sem espaços (lembrando que ambiente Linux não aceita diretório com letras maiúsculas).

Para importar seus arquivos, o XML deve ser inserido na pasta IN manualmente, uma vez que esse processo (importador nativo) não possui integração com a Neogrid para carregar na pasta automaticamente. IN é o diretório dentro do ROOTPATH do Protheus onde serão lidos os arquivos XML para importação.

Agora acesse o módulo de Compras \ Miscelânea \ Importador de XML \ Monitor, e preencha os Parâmetros conforme a necessidade para não sobrecarregar o sistema.

Estando tudo certo, a rotina irá exibir todos os XMLs importados para pré-notas. Certifique-se de que o fornecedor esteja cadastrado e que o produto esteja vinculado na amarração: Fornecedor X Produto.

Com tudo configurado, clique em Reprocessar para enxergar as notas que apresentaram erros e não foram importadas. Corrija então os erros encontrados e repita a operação de reprocessamento.

Chegamos então ao final do processo, em que você irá marcar o XML importado com o status de pré-nota a ser classificada, clicar em Outras Ações e Gerar Docto.

Espero ter ajudado no seu processo de parametrização e uso do Importador XML Protheus nativo do sistema. Caso tenha ficado com alguma dúvida ou queira apoio nesse ou em outras rotinas do TOTVS Protheus, entre em contato conosco! Nós podemos ajudar sua empresa.